Sobre self storage

Self storage é definido pela locação de espaços temporários para auto-armazenamento. As unidades de espaço são chamadas de “box”, variam em média de 1m2 a 100m2, podem ser alugadas tanto por pessoas físicas quanto por jurídicas e são individuais e de uso exclusivo. Trata-se de um espaço que conta com absoluta segurança, câmeras de vigilância, senha individual e exclusiva de acesso, infra-estrutura completa para carga e descarga, amplos corredores e elevadores apropriados para carga. Os contratos de locação são mensais e, na GoodStorage, não há multa de cancelamento. Pode-se também aumentar ou diminuir o tamanho do espaço ao longo do contrato de locações sem cobranças de taxas e de maneira muito simples e descomplicada.

Para pessoas físicas, o self storage é mais do que um simples guarda-móveis durante reformas. Serve também como a extensão da própria casa, algo muito bem-vindo com o metro quadrado cada vez mais caro nas grandes cidades e unidades residenciais mais funcionais e compactas. Neste cenário, permite a clientes que utilizem o espaço de fato como o quartinho extra. Assim, a residência ganha o espaço extra necessário para que a vida fique mais organizada e eficiente.

As pessoas jurídicas encontram no self storage uma solução para o seu negócio. Os boxes são utilizados para guardar desde arquivo, estoques de lojas físicas ou e-commerces, maquinas, móveis, material promocional, enfim, tudo que necessita de espaço para ser guardado com segurança. No caso específico da GoodStorage, com seu Box Túnel, um espaço de coworking próximo aos boxes, o local se torna uma extensão do escritório, permitindo o gerenciamento desses estoques diretamente de onde eles são armazenados.

Onde surgiu e qual a evolução do self storage

Há indícios de que, na China Antiga, há cerca de 6.000 anos, as pessoas já costumavam guardar itens em locais subterrâneos seguros, como potes de cerâmica, a referência mais antiga e próxima do armazenamento de objetos. O self storage como conhecemos hoje, porém, iniciou-se na última década do século XIX, tomou a forma que tem hoje entre os anos 1950 e 1960, nos Estados Unidos, e a partir de então começou sua popularização.

O boom do self storage se deu no início dos anos 1970 nos Estados Unidos, graças as mudanças dos hábitos de consumo da população, o movimento de migração e até a ascensão do número de divórcios.

Os Estados Unidos conta, em 2016, com mais de 52.900 unidades de self storage. Isoladamente, este número pode até não dizer muito, mas, comparado com as 14.350 unidades de McDonald’s e 11.900 de Starbucks no país, fica evidente a dimensão deste negócio.

 

E no Brasil

Por aqui, o conceito de self storage está cada vez mais conhecido, principalmente entre pessoas que buscam usar os espaços da cidade de forma inteligente e empresas que entenderam na solução do self storage uma maneira significativa de baixar os custos de estocagem de seus negócios. É comum a confusão da solução com um simples guarda-móveis, mas o próprio panorama econômico do País nos últimos anos tem dado terreno para o crescimento e popularização do termo self storage.

A GoodStorage, entendendo que o custo de pessoas físicas e jurídicas nos grandes centros urbanos deve ser mais eficiente, concentra seus investimentos nos melhores endereços da cidade, buscando oferecer distancias mais curtas a seus clientes e opção de fracionar o armazenamento entre varias unidades, em todas as regiões da Grande São Paulo onde é líder de mercado.